Pular para o conteúdo principal

Primeira experiência com a nova moeda Bitcoin



Um pouco do que aprendi e um pouco da experiência quando usei o Bitcoin pela primeira vez.

Bom, comecei por instalar o app bitcoin para Android, neste caso esse app é como se fosse uma carteira (wallet). O app que instalei é o Bitcoin Wallet por Bitcoin Wallet developers. Tem outros disponíveis.

Link do Bitcoin Wallet no Google Play.

O Bitcoin é uma cripto-moeda, ou seja uma moeda criptografada, não quero entrar em detalhes sobre a tecnologia que está por traz disso, mas essa cripto-moeda no caso Bitcoin, é código aberto, ou seja qualquer um pode ver alterar e contribuir para o desenvolvimento dessa moeda.

Ao contrário do FED (Federal Reserve) nos Estados Unidos e do Banco Central do Brasil, o Bitcoin é uma moeda descentralizada, que funciona através de nós espalhados pela internet, onde cada nó contém todas as transações efetuadas.

Qualquer um que tenha uma conexão de internet poderá ser um nó de Bitcoin bastando instalar um software que pode ser o Bitcoin Core, que funciona como uma carteira de bitcoin no computador, mas que pode ser usado para baixar todas as transações e funcionar como um nó, ajudando na descentralização do Bitcoin.

A descentralização é importante para continuidade ininterrupta das transações e de um possível controle da moeda por alguma instituição financeira (bancos ou o FED).

Querendo ou não este sistema funciona como se fosse uma simulação de moeda de metais preciosos como o ouro.

Assim como o ouro existe um número limitado de Bitcoins disponíveis na rede. Existem 21 milhões de Bitcoins disponíveis na rede, em fevereiro de 2016, foram minerados 15.2 milhões de Bitcoins. Como existe um número fixo de Bitcoins, essa moeda é prova de inflação.

Pode se pensar que falta pouco para terminar de minerar todos os Bitcoins da rede, mas na verdade, o ano estimado para o último bitcoin ser minerado é 2140, existe uma explicação técnica para isso, mas a cada bitcoin minerado aumenta a dificuldade para se minerar o próximo bitcoin e ao mesmo tempo existem mais pessoas minerando e isso aumenta ainda mais a dificuldade de minerar.

Assim como o ouro, o próximo bitcoin a ser disponível para ser usado em transações deve ser minerado e não tem como ser copiado. Cada bitcoin é único, assim como cada átomo de ouro é único e não pode ser replicado. O minerador recebe a recompensa por minerar o Bitcoin, vendendo o seu produto ou trocando por serviços, bens ou produtos e tornando ele disponível no mercado.

No caso do ouro o minerador deve ter maquinário para extrair, gastar energia e tempo. Com o bitcoin é a mesma coisa, se tem o equipamento (computador), gasto energético e tempo para minerar o Bitcoin.

Até o momento, o maior produtor de bitcoin no mundo é a China, pois lá o equipamento é o mais barato do mundo e a energia elétrica também. Mas como pode uma coisa que não é coisa nenhuma, por ser bits de informação que na verdade são sinais elétricos, ter valor? O dinheiro que usamos no dia a dia é uma coisa feita de papel que tem seu valor em parte por ser escasso (por imposição, não por unicidade) e em parte por ser imposta à sociedade.

Na verdade o assunto sobre nosso dinheiro é para outra postagem, mas usamos ele e na verdade não entendemos muito bem como esse mecanismo do dinheiro é implantado.

Já o Bitcoin é um sistema monetário onde as pessoas que o usam confiam neste sistema pois entendem o seu funcionamento e concordam no sistema por livre arbítrio.

Voltando à instalação do Bitcoin Wallet. Ao abrir o app o mesmo, apresenta o saldo inicial de zero. A unidade apresentada é micro bitcoin para reais. Bitcoin Wallet é chamado assim, por que é isso mesmo, é uma carteira.



Tela inicial do Bitcoin Wallet
Quando você comprar uma carteira nova, deve transferir o dinheiro da carteira velha para a carteira nova. Com o bitcoin isso funciona da mesma maneira. Uma carteira bitcoin é única assim como cada bitcoin que ela vai carregar, se por algum acaso você perder essa carteira (celular ou computador) e não ter uma cópia de segurança, armazenada em algum outro lugar, tipo um pendrive, esses bitcoins armazenados nesta carteira nunca mais poderão ser acessados, pois somente quem tiver a cópia de segurança da carreira ou a carteira mais o aparelho em que esta carteira foi instalada, poderá acessar seus Bitcoins.

Ou seja, cada carteira esta atrelada ao seu dispositivo físico, e sem ele não se consegue acessar suas informações. Cada carteira possuí vários endereços e bitcoins são enviados ou recebidos um novo endereço é criado, cada endereço da carteira identifica essa carteira na rede.

A forma como cada endereço é concebido, permite que somente o dispositivo onde a carteira foi criada possa acessar a sua carteira, pois uma chave criptográfica primaria é usada para gerar esses endereços e quem possui essa chave primaria pode acessar os bitcoins que lá existem. As transações são executadas de forma que somente as partes envolvidas saibam o que foi transferido. Para receber algum bitcoin, basta copiar algum endereço de seus endereços no livro de endereços da carteira e enviar para pessoa que vai fazer o pagamento para você. Cada endereço identifica a sua carteira na rede, mas não necessariamente o seu lugar físico.

Lista de endereços desta carteira Bitcoin.
Se pode utilizar sempre uma mesma carteira para receber bitcoins, mas por questão de segurança a carteira cria um novo endereço para cada transação.


Para transferir bitcoins de um celular para o outro, recomendo marcar a opção de transferir utilizando o bluetooth.




Isso não confirma a transação, mas cada aparelho recebe um feedback mostrando que essa transação vai ser confirmada na rede Bitcoin.

Para receber bitcoin, basta entrar na seção "Solicitar bitcoins" colocar o valor em reias ou bitcoin e acessar o código QR.

Para enviar bitcoin, basta preencher o campo "pagar a" com o endereço da carteira onde se deseja fazer o pagamento, ou escanear o código QR no celular da carteira a enviar o bitcoin.

Para garantir que uma transação na rede vai ser concretizada, deve se esperar até 3 confirmações na rede Bitcoin e isso pode demorar de minutos a até horas.

Para transações de baixo valor, somente a transação ser listada nos aparelhos é o suficiente, pois se a taxa de rede para o minerador estiver adequada, a transação irá ser executada, existe o risco de o cliente ou pessoa que esta recebendo o bitcoin tentar gastar duas vezes o mesmo bitcoin, operação teoricamente não impossível, mas na pratica, inviável para valores menores.

Bom, com esta postagem, levantei mais questões e duvidas para o iniciante em bitcoin que respondi, mas pretendo esclarecer em artigos posteriores.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trybe.one a rede social que não consegui testar

Primeira péssima impressão que tive dessa plataforma, bom parece que foi programada por iniciantes em programação.

Fiz meu cadastro normalmente, mas o usuário aqui (eu) cometeu um erro, coloquei um email não existente no cadastro.

No momento do cadastro o formulário não pediu para confirmar o email, deveria ter tomado esse cuidado, pois para logar no site pela primeira vez, antes se deve responder a um email enviado pela plataforma.

Bom, segundo erro, o site não permite fazer um primeiro acesso sem antes ter que confirmar o email enviado pela a plataforma.

Ao digitar usuário e senha o site informa que para logar deve confirmar o email enviado para o email de cadastro.

Cliquei no link "click here to resend it" para enviar o email de confirmação novamente, mas meu email de cadastro está errado?!?

Neste momento o site deveria ter verificado que fiz pedido de reenvio de email e ainda não confirmei recebimento e estou tentando me logar novamente, então o site deveria ter cancela…

Guerra de hashrate BCH continua

Olhando para esta imagem:


Claramente o vencedor é o Bitcoin ABC, não é mesmo?

Neste exato momento (13:36 - (BRST), UTC -2) o BCHABC está 32 blocos na frente, o hashrate do BCHABC também esteve sempre maior que o BCHSV.

Segundo Jimmy Song, desenvolvedor do Bitcoin, as duas facções estão queimando dinheiro, aproximadamente $500 mil por dia.

Em twitters de Craig Wright e Calvin Arye (financiador de coingeek.com), a guerra continua.

Craig afirma em twitter que não haverá duas blockchains do BCH, que não existira o "ABC" e que isso levará meses.

Pesquisando um pouco no reddit achei esta mensagem, demonstrando que o BCHSV ainda tem chances de vencer.

Segundo esta mensagem devemos levar em consideração que o acumulado da prova de trabalho (Accumulated log2(PoW)) entre as duas facções é praticamente o mesmo. Consultando o site https://forkmonitor.info/nodes/bch.

Bitcoin ABC - Accumulated log2(PoW): 87.725776Bitcoin SV - Accumulated log2(PoW): 87.724383 Bom, na superfície, me parece …